Weekend’s Clip: “Moonage Daydream”, de David Bowie

31 07 2010

A coluna “Weekend’s Clip” de hoje deixará de lado, pelo menos por um dia, os clipes de estúdio.

“Moonage Daydream”, de David Bowie, foi lançada em 1971, junto com o poderoso e lendário álbum “The Rise and Fall of Ziggy Stardust“, obra-prima de David.

Este ao vivo, gravado no concerto de despedida de Bowie (da sua banda), em 1973, mostra o cantor na sua melhor forma do personagem Ziggy Stardust, nome do alienígena que o artista incorporou nessa época. Pra quem não conhece a história do álbum, não se preocupe, o Acervo Musical lançará a sua análise por esses dias. ; )

Apenas curtam a música e experimentem a mente de Bowie.

@cadu_macedo





Weekend’s Clip: “Is It Any Wonder?”, do Keane

16 04 2010

Uma das bandas mais bem visadas do momento, Keane chega ao final da primeira década do século XXI com uma proposta de música bem vanguardista. A batida da banda já era muito tecnológica para 2006, 2005, tanto que para esta música os recursos de mixagem e sincronização são bem avançados.

Is It Any Wonder?“, do álbum Under the Iron Sea, fala sobre a guerra no Iraque e o cansaço físico-psicológico trazido pelas mortes e toda a forma desumana imposta aos povos da região. Portanto, a letra é mais que justa para o entendimento. É interessante também destacar a ponte existente entre o refrão principal e o secundário, marcas registradas do Keane.

#curiosities – Sim, aquilo é uma montanha-russa em miniatura e, sim, a câmera está sendo controlada remotamente. A ideia ficou muito boa, mas tirou um pouco da performance do grupo. Anyway.

twitter.com/cadu_macedo





Weekend’s Clip: “This Too Shall Pass”, do OK Go

8 04 2010

(com ajuda do blog Cafofo do Metheoro)

OK Go é uma das bandas mais inovadoras do cenário pop-rock alternativo. Desde o já conhecido “Here It Goes Again“, aquele famoso clipe que o povo fica dançando em cima de esteiras elétricas, numa sincronia incrível, a banda norte-americana faz muito sucesso na web (eles ganharam o “Best Short-Form Music Video” da 49th Grammy Awards, repercutindo de forma enorme no mundo online).

Voltando a “This Too Shall Pass”, a música do clipe foi lançada em janeiro de 2010, um single especial do álbum “Of the Blue Color of the Sky“, causando um grande rebuliço. O vídeo oficial, para os internautas, é justamente esse do post, por ser mais dinâmico e louco. Esse também foi o mais trabalhoso, sendo o desenvolvimento da chamada Máquina de Rube Goldberg, que pode ser definida como uma máquina de reação em cadeia. Um outro vídeo, menos mirabolante mas também muito custoso (foi feito para a TV), não possui música de fundo. É tudo ao vivo, num clipe não-ao vivo (?). Estranho, né? Enfim, aqui você pode conferir.

#curiosities – O clipe da reação em cadeia levou 8 meses para ser finalizado.

twitter.com/cadu_macedo