Resultado da enquete: “Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band”

22 02 2010

Chegamos ao fim da primeira enquete realizada no nosso blog! Nosso muito obrigado a todos que votaram. E aos que não, logo mais teremos muitas outras perguntas.

“Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band” foi o álbum escolhido pelo público e ilustrará o nosso espaço em algumas semanas.

Obrigado pela audiência!





Álbum: “Krig-ha, Bandolo!”, de Raul Seixas

18 02 2010

Depois de algum tempo sem postar, eu volto com esse que é considerado um dos pioneiros do Rock no Brasil: Raul Seixas. Krig-ha, Bandolo! é o primeiro álbum solo lançado por Raul em 1973, sob a coordenação de Roberto Menescal, um dos fundadores da Bossa Nova.

O título do álbum faz referência a um grito de guerra do personagem Tarzan e significa “cuidado, aí vem o inimigo!”. Título bem apropriado, contando que algumas músicas do álbum criticam a ditadura militar.

Krig-ha, Bandolo! ocupa a 12ª posição na lista dos 100 maiores discos na música brasileira, divulgada pela revista Rolling Stones.

Vamos dar uma olhadinha na fantástica tracklist do álbum:

  1. Introdução: uma faixa curta de apenas 50 segundos, traz Raul Seixas cantando “Good Rockin’ Tonight” aos 9 anos de idade. O áudio não é bom, mas dá pra perceber o quanto o pequeno Raulzito se identificava com o rock’n’roll. (Ouça aqui)
  2. Mosca na Sopa: uma crítica à ditadura militar. Usando de metáforas, como sempre, Raul “manda um aviso” aos repressores de que não adianta tentar calá-lo, pois outra pessoa vai ocupar o lugar dele e sempre haverá uma “mosquinha pousando na sopa” dos militares. (Ouça aqui)
  3. Metamorfose Ambulante: não é preciso falar muito sobre esse clássico. Considero-a uma síntese coerente e direta sobre uma época, uma geração; sobre a genialidade de Raul e o que ele significa para o Brasil, não só na área musical, como também na área social e política. “Metamorfose Ambulante” é auto-explicativa: “Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo”. Sem muitas metáforas, simples e coesa. Acho que deu pra perceber que é uma das minhas músicas preferidas. 😀 (Ouça aqui)
  4. Dentadura Postiça: essa música gera um turbilhão de pensamentos embalados por uma “batida” country. Sinceramente não me atreverei a tentar decifrar o que o “Maluco Beleza” tentou dizer com essa canção. (Ouça aqui)
  5. As Minas do Rei Salomão: a canção segue a mesma tendência do livro homônimo publicado em 1885 por Henry Rider Haggard. “As Minas do Rei Salomão” ou “As Minas de Salomão” é o livro precursor do gênero literário “mundo perdido”. A música realmente parece ser cantada por um viajante que já viu de tudo. (Ouça aqui)
  6. Hora do Trem Passar: parece ser uma bela canção de amor, mas essa música pode assumir outros significados de acordo com a perspectiva lançada sobre ela. (Ouça aqui)
  7. Al Capone: mais um grande sucesso de Raul, a música faz referência a grandes personagens da história de caráter popular. Letra bastante polêmica, principalmente pela frase: “Ei! Jesus Cristo o melhor que você faz / Deixar o pai de lado / E foge pra morrer em paz…”. Achei uma análise bastante minuciosa e talvez um pouco exagerada sobre essa música aqui. (Ouça aqui)
  8. How Could I Know (Love was to go): gravada no estúdio da CBS no Brasil, é uma canção de amor que fala sobre o fim de um relacionamento. Letra muito bonita e comovente. (Ouça aqui)
  9. Rockixe: mais uma crítica à ditadura militar. Literalmente, a letra é sobre uma pessoa que era fraca e tornou-se mais forte que seu inimigo. Encaixada no contexto da repressão da ditadura, a letra fala sobre uma pessoa que já sofreu nas mãos dos militares, mas que agora percebeu que é forte o suficiente para combatê-los. (Ouça aqui)
  10. Cachorro Urubu: aparentemente, também é uma crítica a ditadura. A letra parece um chamado para continuar na estrada, na “luta”. O trecho: “Todo jornal que eu leio / Me diz que a gente já era / Que não é mais primavera / Oh baby, oh baby / A gente ainda nem começou” deixa transparecera crítica à repressão cultural da época. (Ouça aqui)
  11. Ouro de Tolo: outro sucesso que consagrou Raul como um dos maiores gênios da MPB. Essa música é uma ótima crítica à classe média, ao consumismo e ao sistema capitalista vigente naquela época. E, por incrível que pareça, essa crítica pode ser perfeitamente aplicada aos dias atuais e, ao que tudo indica (infelizmente), essa música permanecerá “atual” por um bom tempo. (Ouça aqui)

#opulodogato Para curtir um pouco mais do nosso “Maluco Beleza”, recomendo o DVD O Baú do Raul: são os grandes sucessos de Raul interpretados pelos novos nomes do rock brasileiro. Ah! Ainda temos um exemplo de como Raul influencia até os mais novos nomes da MPB, como Zeca Baleiro. Por possuírem estilos semelhantes, muitas pessoas fazer essa relação Zeca-Raul. Por isso, Zeca Baleiro compôs a música “Toca Raul





Álbum: “Imagine”, de John Lennon

4 02 2010

“Puts, de novo essa música?”. Se você pensou nisso, calma. O foco deste post está justamente nas outras músicas do álbum, muito bem escritas, extremamente bem organizadas, mas que ficaram ofuscadas pelo astronômico sucesso da faixa-título “Imagine“. Portanto, vamos a curta história do álbum:

.

Imagine” é o segundo álbum da carreira solo de Lennon, considerado pela crítica menos “conflitante” e desafiador do que o primeiro, “John Lennon/Plastic Ono Band“. Nas próprias palavras de Lennon, “‘Imagine’ foi feito ‘com chocolate’ para o consumo do público“. Ou seja, foi misturado o melhor de composição, com o tipo de música que o público mais gosta. Ainda assim, o álbum é impressionante.

Imagine” é composto por 10 faixas. Sua capa foi obtida apenas no final do processo, sendo bem diferente da primeira proposta: o rosto de Lennon, com o céu por trás, e seus olhos brancos. Pensou-se que esta não seria bem aceita pelo público. Tudo isso gravado para o recomendado documentário (DVD) “Gimme Some Truth: The Making of John Lennon’s Imagine“.

A presença de Yoko Ono é total. A “mulher que separou os Beatles”, segundo muitos, ajudou Lennon com as novas influências e com a finalização de seu segundo álbum. Com certeza, ela fazia um bem geral a Lennon.

***

Vamos então a tracklist do álbum. Prestem atenção nas músicas além de Imagine:

1. Imagine (ouça aqui)

2. Crippled Inside – um “quase country” bem leve, Crippled Inside afirma que você pode fazer tudo que quiser, exceto esconder quando está “acabado por dentro”. Animada, essa canção “acelera” o álbum, acalmado pela introdução de Imagine. (ouça aqui)

3. Jealous Guy – a mais linda música do álbum. Jealous Guy nos introduz as desculpas dadas por um amante ao outro. Com um piano poderoso, merece o posto de melhor música. (ouça aqui)

4. It’s so Hard – Lennon volta a agitar o álbum, com esse ótimo e clássico rock (ouça aqui)

5. I Don’t Want to Be a Soldier – guitarra forte, I Don’t Want to Be a Soldier remete a constante crítica feita às guerras mundiais. Vale a pena ouvir, meio psicodélica. (ouça aqui)

6. Gimme Some Truth – Lennon explode toda a sua fúria contra os “hipócritas estressados, míopes e intolerantes”. Tudo que ele deseja é a verdade, apenas a verdade. Uma aula de sinceridade. (ouça aqui)

7. Oh My Love – bem calma. Certamente, do fundo do coração de John. Recomendadíssima. (ouça aqui)

8. How Do You Sleep? – (ouça aqui)

9. How? – apresentando dilemas humanos, How? expõe as incertezas e dúvidas de John acerca de sua vida e carreira. Lembra muito  The Long and Winding Road. (ouça aqui)

10. Oh Yoko! – muito animada, Oh Yoko! é outra canção em homenagem a Yoko Ono. Na música, John busca por ela durante toda a noite. Vale a pena ouvir! (ouça aqui)

.

#opulodogato – Ficou interessado na grande obra de John Lennon? Uma imperdível sugestão é o DVD “John Lennon Imagine“.

.

A genialidade é rara. Talvez seja por isso que John faz falta. Muita falta.

twitter.com/cadu_macedo





Álbum: “7 Desejos”, de Alceu Valença

1 02 2010

Para ingressar no universo da música brasileira, eu escolhi esse brilhante compositor pernambucano que estourou nas rádios de todo o país em 1980 com a música “Coração Bobo”. A partir daí, Alceu Valença consolidou-se como um dos grandes nomes da Música Popular Brasileira. Em “7 Desejos” músicas românticas, folclóricas, frevo e forró parecem se combinar harmoniosamente nesse vinil/CD que guarda grandes sucessos do nosso “Bicho Maluco Beleza”.

***

Feitas as devidas apresentações, vamos à tracklist do álbum:

  1. Papagaio do Futuro – Vinheta: uma faixa com apenas 27 segundos que traz um trecho da música homônima que pode ser ouvida por completo na faixa 8.
  2. La Belle de Jour: grande sucesso do artista, essa música romântica nos fornece uma perfeita descrição de um cenário e uma personagem, que nos faz viajar até a “praia de Boa Viagem na tarde de um domingo azul”. (ouça aqui)
  3. Tesoura do Desejo: com a participação mais que especial de Zizi Possi, essa música é estruturada como um diálogo, aparentemente, entre dois amantes. (ouça aqui)
  4. Sete Desejos: embalada pelo característico som do triângulo, a música que dá nome ao álbum fala de lembranças e de um novo recomeço amoroso. (ouça aqui)
  5. Junho: composição conjunta de Alceu e Geraldo Valença, a letra retrata um turbilhão de pensamentos dos dois autores. (ouça aqui)
  6. Tomara: uma parceria com Rubem Valença Filho, essa canção de amor também se consagrou como um sucesso do Alceu Valença. (ouça aqui)
  7. Bicho Maluco Beleza: apresentada nesse álbum numa versão mais “tranqüila”, essa música ganhou o Brasil no ritmo frenético do frevo e está presente no repertório de toda orquestra de frevo que se preze. Foliões de Olinda e Recife parecem ter a letra na ponta da língua e quando os primeiros acordes ecoam, um coro começa e os passos de um frevo rasgado acompanham a canção. (ouça aqui)
  8. Papagaio do Futuro / Coco das Serras:marcado pelo batuque do pandeiro, esse coco une 2 letras, sendo uma do Alceu Valença (Papagaio do Futuro) e outra de domínio público do Estado de Alagoas (Coco das Serras). (ouça aqui)
  9. Desprezo: com uma percussão caprichada, essa é uma canção-protesto contra os inimigos da natureza e da cidadania. (ouça aqui)
  10. Respeita Januário: um clássico de Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira que ganhou um novo arranjo nas mãos de Alceu. (ouça aqui)
  11. Desejo: canção de amor embalada por um sax soprano que resulta numa melodia suave e gostosa de se ouvir. (ouça aqui)

.

#opulodogatose você quiser curtir mais Alceu Valença recomendo o DVD “Ao vivo em todos os sentidos” gravado ao vivo no Rio. E se quiser mais emoção, venha para o carnaval de Olinda e Recife que ele é presença garantida nos principais pólos de atrações.